Buscar
  • Conteúdo Adejo

Otimizar recursos e tempo com a Gestão Fiscal


Gerir a área fiscal requer uma série de habilidades e atenção a complexidades de informações e mudanças constantes. No entanto, a gestão fiscal eficaz garante que a empresa esteja preparada para lidar com suas responsabilidades fiscais o que mantém a competitividade e sustentabilidade financeira da empresa.


Você sabia que existem práticas da Gestão 4.0 que podem ser adotadas para otimizar recursos e tempo de forma assertiva? Com essas boas práticas, é possível minimizar erros em diversas atividades no seu negócio, principalmente na área fiscal.


A Gestão 4.0 é amplamente utilizada por empreendedores e executivos, essa prática advém da Industria 4.0, mas de acordo com o levantamento da FIESP, desde 2018, 32% das empresas brasileiras ainda não ouviram falar do tema. No entanto, onde a Gestão 4.0 já se tornou comum, torna-se impensável executar processos sem usar tecnologia. Pois, através do investimento em tecnologia e pesquisa é possível mudar o presente e construir o futuro.


Entenda como aplicar esse método na sua empresa


Os métodos propõem a aplicação em o que há de mais avançado em tecnologia, automação avançada e gerenciamento informatizado de dados no processo produtivo, um cenário que ainda está em evolução no Brasil.


A tecnologia é uma facilitadora de processos e todas empresas que fugirem dela em algum momento, acabarão se perdendo no universo de novas oportunidades que ela trouxe. Claro que sempre será necessário a avaliação estratégica, planejamento e a empresa ainda depende da sabedoria humana para tomar decisões. Porém, através da tecnologia, o gestor amplia seu campo de visão com a utilização de softwares que monitoram os processos, atividades, além de coletar, armazenar e interpretar dados. Afinal o que não pode ser medido, não pode ser gerenciado.

Qual a importância da automatização das informações do setor fiscal?


Para uma gestão fiscal eficiente é preciso otimizar processos que muitas vezes estão ligados a outras áreas da empresa, por isso a importância dos dados estarem coletados e unificados em um software, a precisão dos dados é essencial para que a empresa possa diagnosticar problemas, evitar gargalos, realizar um planejamento estratégico, além do acompanhamento da situação fiscal. Todos com o objetivo comum que é: Evitar cair na rede do Fisco de forma estratégica e segura, leia também na Íntegra.


Existem outras formas de melhorar o desempenho da área fiscal com uma gestão mais integrada dos processos, são eles:


Organizar os processos


Muitas empresas enfrentam problemas com a fiscalização por não terem uma boa gestão dos documentos fiscais. A organização dos documentos fiscais é o primeiro passo para otimizar recursos e tempo. A categorização dos documentos pode tornar os processos mais ágeis, dessa maneira é possível evitar desperdício de tempo.

Ferramentas de gestão de dados


Utilizar métodos tradicionais e antiquados para o controle dos dados tem um impacto muito negativo para o negócio, você pode estar deixando de lado uma vantagem competitiva ao não optar por um sistema de gestão integrado como por exemplo um ERP de ponta ou uma solução fiscal em cloud.


As vantagens de integrar a gestão 4.0 e incorpora-la as novas tecnologias em prol dos objetivos organizacionais, resulta na integração de departamentos e informações, automatiza processos, reduz custos e auxilia a gestão na tomada de decisões. O papel do gestor fiscal pós-transformação digital é de utilizar os recursos tecnológicos para antever os cenários e fazer projeções futuras, com foco total na tomada de decisão.

Manter o compliance perante o dinamismo

Na era pós-transformação digital, tudo se movimenta de forma rápida e ágil, e com ela os processos e as informações, novos procedimentos e informações surgem e são rapidamente substituídas, logo devem ser compreendidos e o setor fiscal precisa agir na mesma velocidade para manter o compliance da empresa junto ao Fisco.


Evoluir tecnologicamente


A evolução tecnológica na área fiscal é inevitável, pois a área também tem o papel de evoluir para dar suporte às operações de outras áreas, acelerando os processos diários garantindo a segurança das informações que eliminando as ameaças dos dados e sistemas.


O cloud computing , também chamado de computação em nuvem, é uma alternativa muito interessante para as empresas que buscam soluções tecnológicas visando melhorar o desempenho das suas operações. O setor fiscal e tributário encontra nas soluções cloud, uma possibilidade de facilitar o acesso aos dados, o que ajuda na execução de todas as atividades, inclusive na realização de tarefas complexas como o planejamento tributário.

O portfólio mais completo do mercado para atender todas as especificidades do setor fiscal


Conheça todas as soluções que a Adejo oferece para que a sua empresa possa evoluir tecnologicamente mantendo seu departamento à frente do Fisco.

Dúvidas, fale com nossos consultores clicando aqui ou no ícone do WhatsApp do lado inferior direito do site.

Graziele Santos

Produtora de Conteúdo Adejo



12 visualizações0 comentário